sexta-feira, 27 de março de 2009

Marcuschi e nossa prática escolar...




Como diz Marcuschi:
o aluno está cansad0 de ser um leitor passivo,
assim ,através da prática de produção de texto podemos despertar a prática da leitura e logo após de escrita.Ainda ressalta a fala e a escrita num processo de retextualização.Ele define o homem como um ser que fala e não como um ser que escreve, apesar da escrita ser um bem social indispensável para enfrentar o
dia-a-dia.O autor ainda faz distinção entre os termos letramento,alfabetização e escolarização.Ele diz que a escrita não representa a fala;elas são diferentes,porém graduais e contínuas.

O aluno pode reecrever o texto, fazendo as correções necessárias,
tornando-o mais claro, observado os princípios de adequação linguística.

Concordo com o autor, pois verificamos várias ações que deram certo, através
de suas teorias...Porém ainda falta muito para nos integrarmos e fazer com que
a educação realmente dê certo,isto é, seja praticada com disposição e vigor por
nossos educandos.

quinta-feira, 26 de março de 2009

Encontro 24-03 preparação para o Curso






Nos reunimos no Literatório da UNOCHAPECÓ para prosseguirmos os estudos do Gestar II.


Um ambiente agradável que nossa colega Rosa nos proporcionou.


Estudamos e estamos tentando melhorar a cada encontro!




(Aldineia/Jeanete/Solange & Rosa)